IMPORTÂNCIA DA ULTRASSONOGRAFIA GASTROINTESTINAL

Lucy Kerr

Durante o XIX Congresso Teórico-Prático de Ultrassonografia e IV JBUM – Jornada Brasileira de Ultrassonografia Musculoesquelética*,  recebemos da comissão científica a missão de abordar a ultrassonografia do trato gastrointestinal, um tema frequentemente frustrante e desafiador para o ultrassonografista que não se preparou especificamente nesse métier. O gás contido dentro do lúmen intestinal dificulta ou até mesmo impossibilita a visualização; o líquido presente no lúmen pode mimetizar massas císticas, assim como o material fecal pode criar artefatos e pseudo-tumores que dificultam o diagnóstico diferencial e, se mencionados os achados específicos do tubo digestivo nos laudos US,  poderão ser mal compreendidos pelos clínicos, motivo pelo qual os ultrassonografistas muitas vezes preferem omitir seu parecer sobre algo anormal que observaram no intestino e preferem se escudar na célebre justificativa: não vi por que havia gases intestinais recobrindo a lesão. Mas o parecer correto pode salvar vidas e deve ser uma preocupação do ultrassonografista consciente. E nisso somos auxiliados pelo padrão morfotextural da alça intestinal normal, extremamente típico e reprodutível, que é a assinatura gastrointestinal, assim como por uma variedade de patologias intestinais que criam anormalidades ultrassonográficas detectáveis ao ponto de, em algumas condições – tais como a apendicite, a diverticulite aguda e a doença de Crohn – a ultrassonografia ter um papel importantíssimo na investigação primária. E com sondas específicas de alta freqüência, que são introduzidas no lúmen gastrointestinal ou pela via transvaginal, podemos avaliar com muita precisão e além da mucosa (o que não é possível com a endoscopia convencional), detectando as patologias que afetam o tubo digestivo: esôfago, estômago, intestino delgado e cólon. Nossa aula abordará os aspectos US e Doppler da alça intestinal normal, suas particularidades que permitem que cada segmento seja devidamente reconhecido como tal, com razoável margem de segurança, assim como comentará as patologias que mais provavelmente ,irão se deparar os ultrassonografistas que se detenham na análise do tubo digestivo. O objetivo da aula é fornecer  um guia seguro na orientação dos exames US que os congressistas realizarão de volta aos seus lares.

Nosso BLOG, no http://www.portallucykerr.com.br tem sido uma importante ferramenta para auxiliar aos ultrassonografistas que desejam ver e analisar casos de interesse dos três exames  que utilizamos de rotina na nossa prática: Ultrassonografia, Doppler e Elastografia, inclusive na área gastrointestinal, pouco abordada em outros livros, cursos de US e sites.

A média de visitas ano passado no nosso site foi de 280 acessos diários, com picos de até 950, inclusive com inúmeros acessos de outros países. E nosso site é médico e muito cientifico,  podemos dizer que é de utilidade pública. Isso dá uma idéia da importância do trabalho que estamos desenvolvendo na pesquisa, ensino e divulgação dos avanços da ultrassonografia. E este ano estamos programando  cursos presenciais a cada 30 ou 40 dias, de aulas práticas em  tempo integral intensivas,  que eu monitorarei 100% do tempo, para justamente ensinar a técnica precisa, com todas as dicas, que possibilitarão ao colega reproduzir nossos resultados e fazer muito sucesso.   Se você ainda não domina esse tema, é hora de introduzir-se nele. Além da aula do curso, temos um livro já escrito sobre a Ultrassonografia do Trato Gastrointestinal, em vias de correção final, que será publicado ainda no primeiro semestre de 2013, como E-book ou impresso (você escolhe).

* O evento anunciado será realizado no período de 08 a 10 de Março de 2013, no CREMEGO, situado na Rua T-27, Qd. 24, Lts. 12/13, Setor Bueno, em Goiânia, Goiás,

 

Um comentário sobre “IMPORTÂNCIA DA ULTRASSONOGRAFIA GASTROINTESTINAL

  1. Excelente ideia a de se promover congressos sob este aspecto tao “nebuloso” o numero de casos de dores pelvicas com causa gastrointestinal é imensa a meu ver e realmente me sinto muito inseguro apesar de ter 29 anos de experiencia em ultrassonografia
    por nao termos parametros basicos para diagnosticos que nos deem uma boa chance de acerto….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s